C6 Bank, novo concorrente dos bancos Digitais, é oficialmente lançado

Nubank, Banco Inter e outros bancos ganharam um novo concorrente!

Publicidade

C6 Bank, novo concorrente do Nubank e Banco Inter, é oficialmente lançado. O novo banco digital C6 Bank já iniciou a sua operação nesta segunda-feira.

O banco diz que já atraiu mais de 200 mil clientes durante o período de testes, mas planeja dobrar esse número até o final deste ano, afirmou o sócio-fundador Luiz Marcelo Calicchio.

C6 Bank é oficialmente lançado

O objetivo do banco é atrair clientes de todos os perfis de renda por intermédio da oferta de contas correntes livres de tarifas. Assim como acontece com o Nubank e Banco Inter, por exemplo.

Agora, no entanto, tanto os bancos tradicionais como os digitais ganharam um competidor que promete ser de alto nível.

Publicidade

Além disso, o C6 também decidiu entrar na “guerra das maquininhas” por meio da credenciadora Pay&Go. O banco vai distribuir máquinas leitoras de cartão de graça a quem vender pelo menos 5 mil reais por mês.

Por fim, o banco pretende ainda atrair investidores para receber mais capital no futuro.

Fundado por Marcelo Kalim, ex-presidente do BTG Pactual, o C6Bank recebeu autorização do Banco Central em janeiro deste ano, citando patrimônio líquido de 315 milhões de reais.

C6 Bank, novo concorrente dos bancos Digitais, é oficialmente lançado

Até o final do ano o banco deverá ter “uma boa oferta” de produtos para pessoas físicas e jurídicas. Isso deve incluir a oferta de CDBs de outros bancos no aplicativo, além de fundos de investimento.

O banco, comentou, “infelizmente ainda não é lucrativo”, mas a busca é para que isso aconteça o mais cedo possível. O executivo disse que não está confortável para dar projeções ao mercado, visto que está debruçado em fechar esses números neste momento. “O que posso dizer é que os números estão nos surpreendendo muito.”

Calicchio frisa que com o objetivo do banco ser “full” para seus clientes, um dos desafios do banco foi criar um aplicativo que pudesse acolher os novos serviços com facilidade.

“Um dos desafios na fase inicial era de conseguir contar um aplicativo que fosse funcional que tivesse os serviços que estávamos nos propondo a ter e com um backoffice reduzido que nos permitisse no futuro ter crescimento de receita acima dos nossos custos”, destacou.

🔸🔸🔸 Posts Recomendados 🔸🔸🔸

E ai, gostou da notícia ?

Comenta sua opinião aqui embaixo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui