fbpx

Consórcio ou financiamento de imóveis: Saiba qual é a melhor opção para você

Publicidade

Quase todos os brasileiros têm o sonho de adquirir a casa própria. Contudo, é difícil economizar e conseguir comprar à vista. É necessário, acima de tudo, muita disciplina e determinação para conseguir guardar um dinheiro todos os meses e nunca gastar, ganhando nos juros compostos ao longo dos meses.

Na maioria das vezes, as pessoas preferem encarar longos meses de um financiamento. Outros, preferem fazer um consórcio.

A diferença é que na primeira opção você não vai depender de um aluguel, e já vai pagando por algo que é seu. Se você tem dúvidas de qual é a melhor opção, continue a leitura deste artigo.

Primeiramente, a melhor opção é pagar um aluguel e guardar a diferença que daria caso você tivesse entrado em um financiamento por alguns anos. Entretanto, nem sempre é a melhor opção, caso você tenha um pouco de pressa em colocar as mãos nas chaves de um imóvel.

Publicidade
Leia também: Qual a diferença entre empréstimo e financiamento? A Verdade que os Bancos não contam

Vamos supor que você tenha uma boa reserva em aplicações financeiras. Com este dinheiro, você pretende dar a entrada em um imóvel e parcelar o restante em 200 meses.

Como funciona o financiamento de imóvel?

Vamos considerar que você tenha R$ 150 mil em investimentos nesta simulação. Portanto, vamos mostrar quanto você pagaria em um financiamento habitacional pela Caixa Econômica Federal pela tabela Price e SAC.

Tabela Price

  • Valor financiado: R$ 100.000
  • Valor da entrada: R$ 150.000
  • Juros: 8,4175% a.a
  • Prazo: 200 meses
  • Valor total a pagar: R$ 204.376,81

Tabela SAC

  • Valor financiado: R$ 100.000
  • Valor da entrada: R$ 150.000
  • Juros: 8,4175% a.a
  • Prazo: 200 meses
  • Valor total a pagar: R$ 187.164,67

Como você pôde perceber, em ambos os casos, os juros a serem pagos são muito elevados. Pela Tabela Price você vai acabar pagando R$ 104.376,84 a mais, enquanto que pela Tabela SAC, você paga R$ 87.164,67 a mais pelo imóvel. Caso você não tenha o valor da entrada conforme este artigo, você pode simular à vontade aqui neste link.

Como funciona o consórcio?

Agora vamos mostrar uma simulação no consórcio da Caixa Econômica Federal:

Publicidade
  • R$ 250.000,00 – Prazo de 200 meses
  • 1ª a 12ª parcela R$ 2.361,50
  • 13ª a 24ª parcela R$ 1.736,50
  • A partir da 25ª parcela R$ 1.504,50
  • Valor total a pagar R$ 312.000

Da mesma forma, você pode verificar maiores informações sobre o consórcio neste site da Caixa Econômica Federal.

Ou seja, são R$ 62.000 a mais, caso você opte em pagar todas as parcelas até a finalização. Como a opção é dar um lance de R$ 150.000, a situação muda completamente, e você vai escapar da taxa de administração que teria ao longo dos meses, e terá acesso a carta de crédito, rendendo pela taxa Selic até que o bem seja comprado. Ainda existe a possibilidade de você ser sorteado pela Loteria Federal.

Publicidade

Entretanto, cabe salientar que as parcelas são reajustadas de acordo com a inflação, com um indexador que pode ser o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) e o CUB (Custo Unitário Básico). Por este motivo, não é interessante pagar até a última parcela, pois você pode acabar no prejuízo.

Considerações finais

Enfim, mesmo sem ter taxas de juros, mas com as taxas de administração, o consórcio é excelente para quem já possui uma reserva financeira que pode ser utilizada como lance. Portanto, se você já possui uma reserva, tem pressa em comprar o seu imóvel, o consórcio de imóveis é a melhor opção.

Publicidade

E por fim, se você não possui nenhuma reserva e está com dúvidas entre FINANCIAMENTO e CONSÓRCIO, invista a longo prazo e aguarde o momento certo de comprar.

Confira Também