Qual a diferença entre empréstimo e financiamento? A Verdade que os Bancos não contam

Publicidade

Na atual situação econômica brasileira, é importante sempre conhecer cada vez mais os termos financeiros, para evitar cair em armadilhas, principalmente dos bancos. Pensando nisso, preparamos esse post para você saber qual a diferença entre empréstimo e financiamento.

Sempre orientamos que a melhor forma de fazer compras grandes, como um carro, um apartamento ou mesmo uma casa, é fazendo o pagamento a vista. Porém, também entendemos que muitas vezes essa situação não se torna realista para um trabalhador comum, que precisa fazer milagre com seu salário durante todo o mês.

Muitas vezes, os brasileiros recorrem a empréstimos e financiamentos para conseguir pagar essas compras maiores, que acontecem poucas vezes na vida. Mas você sabe exatamente quais as maiores diferenças entre contratar um empréstimo ou fazer um financiamento para comprar algo? Vamos ver os principais pontos de diferença durante esse artigo.

Como funciona um empréstimo

Um empréstimo é o recebimento a vista de um valor oferecido por uma instituição, que pode ser usado da maneira que o contratante quiser. Muito requerido em compras maiores, os empréstimos também podem ser usados para o pagamento de dívidas com juros maiores, ou mesmo em caso de emergências, como problemas de saúde ou desemprego.

Publicidade

Como funciona um Financiamento

Um financiamento é o parcelamento na compra direta de algo de grande valor, por exemplo, uma casa ou um carro. Dessa forma, a instituição de crédito realiza o pagamento direto a vista para o antigo dono do bem comprado, e em troca, oferece a possibilidade de receber os pagamentos em parcelas.

Quais são as principais diferenças entre empréstimo e financiamento?

  • Finalidade

Enquanto um empréstimo pode ser usado também para a compra de bens de custo elevado, também pode ser usado para outros fins, como uma consolidação de dívidas, uma viagem dos sonhos ou mesmo um evento inesquecível, como um casamento ou uma formatura. Dessa forma, não há um bem que fica em nome da instituição que realiza o empréstimo.

No caso do financiamento, o dinheiro a ser disponibilizado é usado diretamente no pagamento de algo especifico, ficando assim o bem em nome da instituição que assumiu o risco do financiamento.

  • Garantia

No caso do empréstimo, não há qualquer garantia de que a instituição receberá o pagamento, por isso o risco é muito mais elevado em comparação com um financiamento, onde a instituição pode solicitar o bloqueio do bem no caso de não pagamento.

  • Crédito

Em ambos os casos, são disponibilizados valores em crédito para os clientes. Diferentemente de um cartão de crédito, que quase sempre é usado em compras menores e não necessariamente parceladas, é importante sempre considerar que os financiamentos e empréstimos são compromissos de longo prazo, que sempre envolvem grandes valores.

  • Taxas

Os riscos envolvidos são os principais fatores para as instituições de crédito determinarem os juros que irão cobrar.

Os empréstimos, como não possuem nenhum bem de garantia pela instituição que está oferecendo o crédito, costumam ter juros maiores. Em contra partida, no caso de financiamentos, os juros tendem a serem menores, por serem solicitações de créditos garantidos por um bem.

Em ambos os casos, é importante sempre considerar sua capacidade de pagamento, pois tanto um financiamento ou um empréstimo podem afetar muito sua vida financeira por anos se não forem pagos até o final.

Quais são as facilidades oferecidas?

Na grande maioria dos casos, é mais vantajoso solicitar um financiamento do que um empréstimo, se o dinheiro será usado na compra de um bem valioso.

Por exemplo, quase sempre, as concessionárias de veículos oferecem financiamento aos compradores com baixas taxas de juros. A concessionária também pode oferecer incentivos extras um cliente aceitar um financiamento, como uma taxa de juros de 0% normalmente por um período curto ou descontos em recursos opcionais para o seu carro, como sistema de segurança ou aquecedores de assento.

Os financiamentos também são preferíveis na compra de objetos de grande valor, mas que não sejam necessariamente veículos ou residências. Por exemplo, empresas de materiais de construção, de venda de placas solares e também de créditos estudantis possuem linhas de financiamentos próprias para seus produtos. Dessa forma, o cliente possui o equipamento ou o serviço desde o primeiro dia e paga o empréstimo ao longo do tempo.

Empréstimo ou financiamento: o que é melhor?

Financiamentos e empréstimos sempre devem ser considerados quando o pagamento a vista não for uma opção. Na grande maioria dos casos, o financiamento é a opção mais barata de crédito, por oferecer um bem como garantia, caso as parcelas não sejam pagas da forma combinada.

E para conseguir pagar um valor menor de juros em ambos os casos, é muito importante considerar sempre o score de quem está solicitando. Para quem não está familiarizado com o termo, score de crédito é uma pontuação que avalia o grau de risco que as empresas correm ao dispor de crédito para um cliente. Quando maior o score, mais chances há de que o cliente conseguirá realizar todos os pagamentos que foram firmados.

Como ser aprovado em empréstimo ou financiamento?

Para uma aprovação rápida ao solicitar um empréstimo ou financiamento, é essencial que se conheça o score, e que esse seja alto, mostrando assim que o cliente possui uma vida financeira controlada, e que conseguirá realizar todos os pagamentos.

Para conseguir um score de crédito alto, é importante conseguir realizar todos os pagamentos antes do vencimento, manter uma boa renda estável e também não usar todo o crédito disponível de uma só vez.

Esses são os principais sinais de estabilidade financeira, que é algo que todas as instituições de crédito buscam em seus clientes. Porém, sabemos que nem sempre é possível manter essas condições perfeitas. Se o seu score de crédito estiver baixo, não se preocupe.

Através de um plano de ações correto, é possível fazer com que seu score de crédito fique mais alto em pouco tempo. No mercado brasileiro, o Método Top Score é a melhor forma de conseguir mostrar um equilíbrio financeiro as instituições de crédito, e assim conseguir uma pontuação cada vez maior. Leia mais como conseguir isso nesse artigo. (https://meucreditodigital.com/score-de-credito-entenda)

Confira Também