3 Motivos Para Você Começar a Utilizar o Pagamento Recorrente!

Publicidade

Você já parou para pensar que o método de pagamento que você utiliza afeta diretamente as suas vendas?

Pensando nisso, muitas empresas têm adotado o pagamento recorrente, ou a chamada “assinatura”. 

Essa modalidade se consagrou com uma forma de se destacar no mercado e ampliar os lucros.

E ela tem conquistado cada vez mais brasileiros pela praticidade na aquisição contínua de produtos e serviços. Porém, as empresas precisam ficar atentas a pontualidade das entregas e a qualidade.

Publicidade

Quer saber mais sobre o assunto? Então, acompanhe esse post e confira 3 razões para você começar a utilizar esse recurso agora mesmo!

Primeiramente, o que é pagamento recorrente?

SpotifyNetflixWine, você já deve ter ouvido falar dessas marcas. Elas são exemplos que oferecem produtos ou serviços por pagamento recorrente.

Portanto, os modelos de negócios que comercializam assinaturas, planos, contratos ou mensalidades utilizam esse método.

Ele também é conhecido como venda recorrente, assinatura recorrente ou compra recorrente.

Publicidade

Assim, o usuário é cobrado seguindo intervalos de tempo pré-acordados (mensal, trimestral, anual, etc.).

Como é realizada a cobrança do pagamento recorrente?

A cobrança pode ser realizada por boleto bancário, débito em conta, cartão de crédito ou débito, dinheiro. Na França o cheque ainda é MUITO utilizado, acredita?

Por exemplo, as empresas de telecomunicações (Vivo, Oi, Tim, Claro) optam mais pelo boleto bancário, mas tem migrado para débito automático.

O objetivo é diminuir a inadimplência ao solicitar a alteração oferecendo benefícios para quem escolhe esse tipo de pagamento, pois elimina o risco do cliente esquecer de pagar.

Publicidade

Por outro lado, é muito mais comum o cartão de crédito ser utilizado em soluções online, como assinaturas online, SaaS e similares.

Dessa forma, o usuário pode utilizar o serviço imediatamente e tem a comodidade de não precisar se preocupar com o pagamento.

3 Motivos Para Você Começar a Utilizar o Pagamento recorrente!

Existem diversos nichos que atuam nesse mercado atualmente. Podemos citar os setores de gastronomia, marketing, bebidas e academias.

Empresas de educação (colégio, faculdade, cursinho, EaD/cursos online), relacionamentos, contabilidade também utilizam o pagamento recorrente.

Pagamento recorrente x pagamento parcelado

Se você chegou até aqui, já deve ter se perguntado quais são as diferenças entre esses dois tipos de pagamentos.

O pagamento recorrente é aquele em um serviço é contratado por um determinado período, como se fosse uma assinatura.

Já o pagamento parcelado bloqueia o limite do cartão de crédito, o que não acontece no pagamento recorrente.

Porém, o valor cobrado em cada parcela tem menos chance de inadimplência, já que a operadora do cartão faz o faturamento da quantia total.

Por que adotar o pagamento recorrente?

Agora que você já sabe das nossas experiências, é hora de descobrir as diversas vantagens para quem adota o pagamento recorrente.

E, se a sua empresa ainda não entrou nessa “onda”, confira 3 razões que separamos para você utilizar ainda hoje.

1. Menor barreira de entrada para novos clientes

Um dos pontos mais interessantes de se adotar o pagamento recorrente é a flexibilidade de entrada. O que isso quer dizer?

Os assinantes pagam a medida que utilizam o serviço e não por adquirirem um produto (direito de uso X direito de propriedade). Assim, é possível garantir um preço geralmente mais baixo em curto e médio prazo.

Além disso, apresenta facilidades, já que pode ser realizado mensal, trimestral, semestral ou anualmente, dependendo do objetivo do negócio.

Esse fator também proporciona uma maior fidelização de clientes, já que é viável oferecer benefícios de acordo com o plano contratado. Por exemplo, se o usuário optar pelo plano anual, ele terá um desconto de 25% ou ainda receberá um recurso extra.

2. Menor risco de inadimplência

Como o valor faturado é automaticamente descontado do cliente, existe uma chance maior dos pagamentos serem realizados em dia. Portanto, a venda recorrente proporciona um menor risco de inadimplência.

Apesar do boleto ser uma das maneiras de cobrança mais utilizadas no Brasil, o cartão de crédito é mais vantajoso tanto para o consumidor quanto para a própria empresa.

E o motivo é simples: o recolhimento é realizado mensalmente no dia acordado, automaticamente.

Agora, se você estiver com alto índice de inadimplência mesmo trabalhando com o pagamento recorrente, é hora de rever as suas estratégias.

Pode ser que o usuário não esteja satisfeito com o produto/serviço, que a entrega não esteja adequada.

Ou ainda, que o seu público-alvo tenha um comportamento de compra atípico (gastam muito no cartão e o limite estoura, por exemplo).

3. Previsibilidade financeira

A cobrança recorrente garante que a empresa saiba quanto irá receber em determinado período. Assim, fica mais fácil desenvolver um planejamento financeiro e compreender o momento ideal de agir.

Esse controle se torna ainda mais relevante quando se conhece a data exata das entradas.

Isso quer dizer que a sua equipe poderá planejar melhor a tomada de decisões, de acordo com a realidade da própria organização.

E  o estoque? Essa palavra gera arrepio em grande parte dos empresários, já que o alto volume de mercadorias paradas causa um enorme prejuízo.

Aí aparece outra vantagem do pagamento recorrente, pois você terá uma gestão de estoque mais eficiente e lucrativa. Assim, o seu empreendimento não sofrerá com produtos em excesso e nem com a falta deles.

Na realidade do infoprodutor, esse conceito se aplica facilmente em área de membros, no qual o cliente paga para ter um conteúdo atualizado todo mês.

Outro exemplo é a 8Ps do Conrado Adolpho, que utiliza um método para aumentar as vendas.

Quem pode realizar o pagamento recorrente?

Agora que você já sabe que a cobrança recorrente é extremamente vantajosa, é o momento de entender quem pode trabalhar com esse método.

É importante destacar que essa modalidade não é para qualquer empresa.

Primeiro, é preciso compreender como é o seu mercado para verificar se as assinaturas terão adesão.

Faça uma análise detalhada de quantos clientes você possui e quantos deles necessitam de um serviço contínuo.

Não adianta vender muito inicialmente e não conseguir manter ou aumentar o fluxo de conversões.

Então, pesquise qual é o número de usuários ativos na plataforma e quantos realmente interagem com a sua marca. A partir daí, você saberá a relevância do seu produto ou serviço.

Além disso, confira os índices de cancelamento, ou seja, acompanhe o Churn, que é a métrica que mensura quantas pessoas estão saindo da sua plataforma.

Se essa taxa está alta, é preciso ter atenção! Talvez o seu produto não atenda ao que promete.


Dica extra

Alguns segmentos como escolas, academias, clubes de assinatura, estacionamentos, clínicas odontológicas e clubes de lazer já usam plataformas de pagamento recorrente para gerar boleto online e fazer gestão das cobranças.

Publicidade

Caso seu modelo de negócio tenha sido citado, você está mais próximo da recorrência do que pensa!


Adotar o pagamento recorrente como uma estratégia pode impulsionar as suas vendas. Mas, é preciso analisar o cenário de atuação para compreender se essa modalidade vai ser lucrativa.

Afinal de contas, a única forma de você saber o que é melhor para o seu negócio, como sempre, é testando!

🔸🔸🔸 Posts Recomendados 🔸🔸🔸

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui